Carta Aberta assinada por 815 cientistas, opõe ao cultivo de transgênicos

Domingo / 31 Ago 2014 / 11h22

Diante de inúmeras pesquisas e críticas que já haviam sendo traçadas, em todo planeta, a respeito dos organismos geneticamente modificados (OGM), levaram 815 cientistas de 82 países a escreverem e assinarem uma Carta Aberta, publicada no sítio Ecocosas, a todos os governos. A preocupação no que tange aos OGM, decorre da representação de perigos à biodiversidade, a segurança alimentar, a saúde humana e animal, exigindo portanto precaução no cultivo. O posicionamento oposto ao cultivo de transgênicos, deriva da intensificação de monopólios corporativos que, por sua vez, reproduz as desigualdades e impedem a construção de uma agricultura sustentável. Assim, a carta propõe a proibição de qualquer tipo de patentes de formas de vida e processos vivos que ameacem a segurança alimentar e viole os direitos humanos básicos e a dignidade, além de requerer maior apoio à pesquisa e desenvolvimentos de uma agricultura não corporativa, sustentável.