Trabalhadores mantidos em regime de escravidão são resgatados em Conquista

Terça / 31 Mai 2016 / 21h16
Foto: Divulgação | MPT

Cinco trabalhadores rurais que eram mantidos em condições análogas à escravidão em uma fazenda da zona rural do município de Vitória da Conquista, no Sudoeste da Bahia, foram resgatados na última segunda-feira (30), por uma força tarefa comandanda pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo (COETRAE/SJDHDS) e Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS). De acordo com a PRF, os empregados dormiam dentro de um curral, ao lado de cavalos, em camas improvisadas, sem sanitários, sem condições mínimas de higiene, e com um fogareiro aceso ao lado dos colchonetes de espuma. Eles também não tinham as carteiras de trabalho assinadas, nem realizaram exames médicos admissionais. O dono da fazenda, situada a cerca de 20 km do centro de Vitória da Conquista, foi preso em flagrante pelo crime previsto no Art. 149 do Código Penal (redução à condição análoga à de escravo) e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal (PF) em Vitória da Conquista. Além disso, foi entregue o relatório da fiscalização realizada para a PF, bem como para o MPF, para subsidiar a investigação do crime.

Foto: Divulgação | MPT