voltar ao topo

iCaetité

últimas notícias:

Caetité: homem vende carro e cai no golpe do depósito bancário falso

Festa de Sant’Ana 2017: um festival de fé, cultura e alegria em Caetité

Jovem é preso suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas em Caetité

Mais de 100 carros de boi participam de desfile em Caetité

Jovem é preso por tráfico de drogas em Bom Jesus da Lapa

Feira de Santana: Apostadores ateiam fogo em carros após suspeita de fraude em bingo

Carinhanha: casa foi tomada pelas chamas; proprietário suspeita que incêndio tenha sido criminoso

Riacho de Santana: Moto roubada é recuperada pela Polícia Militar

Jovem comete suicídio na zona rural de Carinhanha

Riacho de Santana: Homem morre em grave acidente na BR-430

FHC nega ‘acordão’ contra Lava Jato e defende diálogo “às claras” sobre crise

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta segunda-feira

Bahia: 15 casos suspeitos de febre amarela são notificados em oito municípios

Prefeitura de Guanambi renova convênio de concessão do terminal rodoviário

Brumadense preso em Guanambi é alvejado por policiais ao tentar fugir da custódia

Caetité: Álvaro Montenegro é homenageado em Salvador com 'Medalha Tiradentes'

Bom Jesus da Lapa: Dupla atira e mata adolescente confundido com criminoso

Temer negociou propina de US$ 40 milhões para PMDB, diz delator

Homem comete suicídio por enforcamento na zona rural de Matina

Vacinação contra a gripe Influenza começa na próxima segunda-feira (17), em Guanambi

Um furacão chamado Marina

Sábado / 30 Ago 2014 / 22h23

Era esperado, mas não uma mudança tão meteórica, como se fosse uma avalanche, para dar nova forma à estrutura da campanha presidencial brasileira. Marina Silva é agora, sem sombra de dúvidas, a franca favorita para se eleger no lugar que Dilma Rousseff imaginava ser dela. O Datafolha apresentou uma nova realidade, na mostra realizada para a Rede Globo e o jornal Folha de S.Paulo. A pesquisa empurra a sucessão para um processo inesperado, impelido pelo destino que tirou Eduardo Campos da vida, na tragédia do jatinho em São Paulo. Com um crescimento de 13% da semana passada para esta, coloca a sucessão em absoluto empate técnico já no primeiro turno, entre Marina e Rousseff. A candidata do PSB impressiona ao colocar 10 pontos percentuais à frente da presidente no segundo turno, além de achatar Aécio Neves, empurrando-o para 15%. Provavelmente, retira-o em definitivo da disputa. As intenções de voto caem no colo de Marina Silva, que passa a ser uma espécie de fenômeno eleitoral brasileiro ou, se não for assim, a coloca com comandante da mudança, ou da “nova política”.