voltar ao topo

iCaetité

últimas notícias:

Caetité: homem vende carro e cai no golpe do depósito bancário falso

Festa de Sant’Ana 2017: um festival de fé, cultura e alegria em Caetité

Jovem é preso suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas em Caetité

Mais de 100 carros de boi participam de desfile em Caetité

Jovem é preso por tráfico de drogas em Bom Jesus da Lapa

Feira de Santana: Apostadores ateiam fogo em carros após suspeita de fraude em bingo

Carinhanha: casa foi tomada pelas chamas; proprietário suspeita que incêndio tenha sido criminoso

Riacho de Santana: Moto roubada é recuperada pela Polícia Militar

Jovem comete suicídio na zona rural de Carinhanha

Riacho de Santana: Homem morre em grave acidente na BR-430

FHC nega ‘acordão’ contra Lava Jato e defende diálogo “às claras” sobre crise

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta segunda-feira

Bahia: 15 casos suspeitos de febre amarela são notificados em oito municípios

Prefeitura de Guanambi renova convênio de concessão do terminal rodoviário

Brumadense preso em Guanambi é alvejado por policiais ao tentar fugir da custódia

Caetité: Álvaro Montenegro é homenageado em Salvador com 'Medalha Tiradentes'

Bom Jesus da Lapa: Dupla atira e mata adolescente confundido com criminoso

Temer negociou propina de US$ 40 milhões para PMDB, diz delator

Homem comete suicídio por enforcamento na zona rural de Matina

Vacinação contra a gripe Influenza começa na próxima segunda-feira (17), em Guanambi

Procuradoria registra mais de 3 mil impugnações de candidatura na Bahia

Sábado / 28 Jul 2012 / 00h00

Até esta sexta-feira (27), a Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) já registrou 3584 ações de impugnação de registro de candidatura na Bahia para as eleições 2012. De acordo com o órgão, o número é parcial e ainda deve subir.

As ações, propostas pelos membros do Ministério Público Eleitoral (MPE), foram movidas contra candidatos a prefeito e vereadores de diversos municípios da Bahia. O objetivo do MPE é buscar o cancelamento de candidaturas baseado nos critérios da Lei da Ficha Limpa e da Lei Complementar 64/90. A partir das decisões dos juízos zonais e recursos, as ações podem ser encaminhadas para o Tribunal Regional Eleitoral (2ª instância), momento em que a PRE passará a atuar nos casos.

Segundo a PRE, as informações ainda estão sendo enviadas pelas unidades em todo o estado. Os principais temas que promoveram as impugnações foram analfabetismo, desincompatibilização, contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Tribunal de Contas da União (TCU), desrespeito à cota de gêneros, filiação partidária, quitação eleitoral, domicílio eleitoral e ficha limpa.

Matéria original: iBahia