voltar ao topo

iCaetité

últimas notícias:

Caetité: homem vende carro e cai no golpe do depósito bancário falso

Festa de Sant’Ana 2017: um festival de fé, cultura e alegria em Caetité

Jovem é preso suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas em Caetité

Mais de 100 carros de boi participam de desfile em Caetité

Jovem é preso por tráfico de drogas em Bom Jesus da Lapa

Feira de Santana: Apostadores ateiam fogo em carros após suspeita de fraude em bingo

Carinhanha: casa foi tomada pelas chamas; proprietário suspeita que incêndio tenha sido criminoso

Riacho de Santana: Moto roubada é recuperada pela Polícia Militar

Jovem comete suicídio na zona rural de Carinhanha

Riacho de Santana: Homem morre em grave acidente na BR-430

FHC nega ‘acordão’ contra Lava Jato e defende diálogo “às claras” sobre crise

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta segunda-feira

Bahia: 15 casos suspeitos de febre amarela são notificados em oito municípios

Prefeitura de Guanambi renova convênio de concessão do terminal rodoviário

Brumadense preso em Guanambi é alvejado por policiais ao tentar fugir da custódia

Caetité: Álvaro Montenegro é homenageado em Salvador com 'Medalha Tiradentes'

Bom Jesus da Lapa: Dupla atira e mata adolescente confundido com criminoso

Temer negociou propina de US$ 40 milhões para PMDB, diz delator

Homem comete suicídio por enforcamento na zona rural de Matina

Vacinação contra a gripe Influenza começa na próxima segunda-feira (17), em Guanambi

Resultado da busca pela categoria "Economia"

Salário mínimo será de R$ 979 em 2018, com reajuste de 4,5%

Sexta / 07 Abr 2017 / 15h01
Foto: Reprodução | EBC

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou, nesta sexta-feira (07/04), que o governo deve propor um salário mínimo R$ 979 para 2018. O mínimo atual é de R$ 937. O novo valor, caso seja aprovado, será incluído na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2018, base para o orçamento do ano que vem. De acordo com o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, a possível alteração deve ser enviada ao Congresso Nacional até o dia 15 deste mês. Para calcular o reajuste do salário mínimo, o governo soma a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior ao resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Desemprego bate novo recorde e atinge 13,5 milhões de pessoas

Sexta / 31 Mar 2017 / 18h15
Foto: Cesar Itiberê / Fotos Públicas

A taxa de desemprego no Brasil subiu para 13,2% no trimestre de dezembro do ano passado a fevereiro deste ano. Os dados são da pesquisa Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (31/03). Com o resultado, a população desocupada do país chegou a 13,5 milhões de trabalhadores, um novo recorde tanto da taxa quanto de desempregados de toda a série histórica, iniciada em 2012. Em relação ao mesmo trimestre móvel do ano anterior, o índice cresceu 2,9 pontos porcentuais. Quando comparado ao trimestre encerrado em novembro do ano passado, o contingente cresceu 11,7%, o equivalente a mais 1,4 milhão de pessoas, e 30,6% (mais 3,2 milhões de pessoas em busca de trabalho) em relação a igual trimestre de 2016. Os números da Pnad indicam, ainda, que a população ocupada, de 89,3 milhões, teve recuos tanto em relação ao trimestre encerrado em novembro de 2016 (-1%), quanto em relação ao mesmo trimestre de 2016 (-2%).

Anúncio de alta de imposto sairá ainda nessa semana

Segunda / 27 Mar 2017 / 23h25
Foto: Wertther Santana | Estadão Conteúdo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou na noite desta segunda-feira (27/03) que haverá um anúncio oficial ainda nesta semana para revelar o plano de contingenciamento de despesas deste ano e das medidas de aumentos de impostos para compensar o rombo no Orçamento. “Estamos esperando a formalização da Advocacia-Geral da União (AGU) para ter a formatação das receitas e vamos anunciar nesta terça ou na quarta-feira as medidas necessárias. O prazo oficial para a publicação no Diário Oficial é até quinta-feira, então pretendemos anunciar até quarta”, afirmou. “O Tribunal de Contas da União (TCU) exige uma documentação bem embasada sobre essas receitas, então vamos esperar a conclusão dos pareceres”, completou. Segundo relatório, o governo possui um rombo de R$ 58,2 bilhões no Orçamento de 2017. Essa quantia é necessária para o cumprimento da meta de déficit de R$ 139 bilhões para este ano.

Petrobras reajusta preço de botijões de até 13 kg

Sexta / 17 Mar 2017 / 23h12
Foto: Reprodução

A Petrobras informa que reajustará os preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial vendido em botijões de até 13 kg em 9,8%, em média. O reajuste entra em vigor à zero hora da próxima terça-feira (21/03). O ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados pela Petrobras sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o botijão de 13 kg pode subir 3,1% ou cerca de R$ 1,76 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. A empresa destaca ainda que o último reajuste feito por ela ocorreu em 1 de setembro de 2015.A correção atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial. “Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores”, ressalta a empresa.

Rui sobre crise hídrica em Conquista: ‘Falta água, porque não tem água’

Quinta / 09 Mar 2017 / 23h14
Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia

O governador Rui Costa (PT) falou, na manhã desta quinta-feira (09/03), sobre a crise hídrica que atinge o município de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, nos últimos anos. No ano passado, a cidade passou por racionamento no fornecimento de água. “Falta água, porque não tem água. É fato. […] Só vamos resolver definitivamente o abastecimento de água de Conquista e só vai ter regularidade definitiva no abastecimento quando a barragem do Rio Catolé estiver concluída”, afirmou, ao comentar o alto volume de reclamações contra a Empresa de Águas e Saneamento, listar obras do governo e pontuar que todo o estado sofre com a seca. “Está faltando água, inclusive, para Salvador, [onde] estamos fazendo obra emergencial nas barragens, porque o nível está baixando drasticamente, porque não chove”, ponderou. Ainda na entrevista coletiva, o petista negou a possibilidade de privatização da Embasa, apesar do pacote de concessões do governo federal. Ele justificou ter solicitado ao BNDES para incluir a estatal no programa “não para a venda, mas apenas para viabilizar a captação de projetos e formação de PPP [Parceria Público-Privada]”. O governador descartou também os rumores de fechamento definitivo do Hospital Afrânio Peixoto, em Conquista. Segundo ele, a unidade de saúde passará por reformas na estrutura para ter 75 novos leitos e se adequar à nova política de saúde mental. “Não vai fechar. […] Mas não cabem mais hospitais que tenham a função de aprisionar, enjaular as pessoas. O Afrânio Peixoto está com problemas estruturais e precisa ter uma reforma profunda. Vamos reformar […] e reabrir com um grande serviço”, prometeu. Eleição – O gestor não quis comentar a eleição do seu partido, o PT, que acontecerá nos próximos meses. “Sobre eleição do PT, não vou falar não”, disse, ao ser provocado pela imprensa.

Dono de posto que não repassar desconto das refinarias poderá ser punido com prisão

Sexta / 03 Mar 2017 / 17h56
Foto: Reprodução

A senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) apresentou projeto que pune os proprietários de postos de combustível que não repassarem ao consumidor os descontos concedidos pelas refinarias. O projeto (PLS 20/2017) torna esta prática crime contra a ordem econômica, com pena de um a cinco anos de prisão. A senadora lembrou que o governo tem adotado políticas nacionais de redução do preço dos combustíveis, mas o consumidor final não tem sido beneficiado. Confira a reportagem de Iara Farias Borges, da Rádio Senado.

FGTS: Contas inativas de falecidos podem ter dinheiro sacado por dependentes

Quarta / 01 Mar 2017 / 18h11
Foto: Reprodução

As famílias de trabalhadores que morreram antes da liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já podem sacar o dinheiro que se encontrava em contas inativas. É necessário, para ter acesso ao recurso, apresentar a carteira de trabalho do titular da conta, além da própria carteira de identidade. O resgate deve ser realizado junto à Caixa Econômica Federal. As pessoas que têm legitimidade para receber a quantia são, por exemplo, maridos ou esposas e herdeiros. Em caso do  falecido não ter deixado inventário, é preciso ir ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e solicitar a emissão de uma declaração de dependência econômica e da inexistência de dependentes preferenciais.

Espírito Santo registra 87 assassinatos em cinco dias

Quarta / 08 Fev 2017 / 11h25
Foto: Tânia Rêgo | Agência Brasil

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo, informou nesta quarta-feira, que já foram registradas 87 mortes violentas "durante os cinco dias de protestos que impedem o policiamento no estado". Segundo o G1, o governador Paulo Hartung (PSDB), disse em entrevista à imprensa, que o movimento que impede o policiamento  "adotado por algumas lideranças" é um "método que dá vergonha. É o método da chantagem".  O site diz ainda que "ônibus não circulam na Grande Vitória. Escolas e faculdades estão fechadas, postos de saúde e prefeituras não terão atendimento. Alguns bancos e shoppings também não estão funcionando". Os familiares dos PMs "pedem reajuste salarial para a categoria". Segundo Hartung "o reajuste pedido pelos PMs – reposição da inflação e ganho real de 10% – custaria R$ 500 milhões ao ano para o estado". E o governo, argumenta ele, "está "no limite" para dar reajuste salarial, dentro da Lei de Reajuste Fiscal".

Petrobras reduz preço do diesel e da gasolina na refinaria a partir desta sexta (27)

Quinta / 26 Jan 2017 / 21h09
Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (26/01) redução no preço do diesel nas refinarias em 5,1%, em média, e da gasolina em 1,4%, em média. De acordo com a estatal, os novos valores começam a ser aplicados a partir desta sexta-feira. A redução nas refinarias não necessariamente chegará aos consumidores porque a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados. “Isso dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores”, informou a Petrobras. Pelos cálculos da empresa, se o ajuste for repassado integralmente e não houver alterações nas demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode cair 2,6% ou cerca de R$ 0,08 por litro, em média, e a gasolina, 0,4% ou R$ 0,02 por litro, em média.

Boleto bancário poderá ser pago em qualquer instituição após vencimento

Terça / 24 Jan 2017 / 21h20
Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia

Boletos bancários que tenham passado da data de vencimento poderão ser pagos em qualquer banco a partir de março segundo divulgado pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) nesta terça-feira (24/01).A medida será implantada de forma escalonada. Primeiro, valerá para os boletos de maior valor. Depois, para os de menor valor. A ação será possível devido a um novo sistema de liquidação e compensação para os boletos bancários criado pela Febraban em parceria com a rede bancária. O novo mecanismo deve ainda reduzir inconsistências de dados, evitar pagamento em duplicidade e permitir a identificação do CPF do pagador, facilitando o rastreamento de pagamentos e coibindo fraudes. A Febraban informou ainda que o comprovante de pagamento vai ser mais completo e vai apresentar todos os detalhes do boleto (juros, multa, desconto, etc) e as informações do beneficiário e pagador.

Banco Central corta juro em 0,75 ponto, para 13% ao ano

Quarta / 11 Jan 2017 / 20h27
Foto: Michel Filho | Agência O Globo

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anunciou nesta quarta-feira (11/01) um corte de 0,75 ponto percentual na Taxa Selic, juros básicos de referência da economia brasileira, para 13% ao ano. É o terceiro corte seguido da taxa e o primeiro acima de 0,25 ponto percentual, dentro do atual ciclo de afrouxamento monetário. No comunicado divulgado após a decisão, o BC diz que cogitou fazer um corte menor do juro, para 13,25%, e sinalizar uma queda maior na próxima reunião. De acordo com a autoridade, entretanto, a combinação entre fraca atividade econômica e expectativas de inflação ancoradas permitiu uma redução mais agressiva. A decisão ocorreu no dia em que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a inflação do ano fechado de 2016, de 6,29%, abaixo, portanto, do teto da meta.  Com a redução anunciada nesta quarta-feira, os juros voltam ao menor patamar desde abril de 2015, quando a Selic era de 13,25%.

Contas de telefones fixos e móveis ficam mais caras a partir deste mês

Domingo / 08 Jan 2017 / 18h44
Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia

O ano começou com aumento no custo da telefonia em todo o país. Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que as empresas de telefonia fixa e móvel recolham o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o valor da assinatura básica mensal. Os valores variam de acordo com o estado e o tipo de plano oferecido pelas operadoras. As empresas de telefonia que ainda não recolhiam o imposto estão comunicando aos clientes o reajuste dos planos. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), não se trata de aumento de tarifa ou preço de serviços. Em nota, a agência reguladora esclarece que o reajuste dos planos básicos das concessionárias de telefonia ocorre anualmente e é homologado sem o acréscimo de impostos. O último reajuste aprovado pela Anatel foi em setembro de 2016.

TCU libera, e Tesouro transfere quase R$ 5 bilhões a municípios

Quinta / 29 Dez 2016 / 20h05
Foto: Fernando Frazão | Folhapress

O Tesouro Nacional informou através da assessoria de imprensa que foi emitida na noite desta quinta-feira (29/12), uma ordem bancária em favor dos municípios para o pagamento de cerca de R$ 5 bilhões relativos à repartição da multa da repatriação com as prefeituras e dará um alívio às contas dos governos municipais, muitos deles endividados. Segundo o Tesouro, os recursos vão entrar na conta dos municípios na sexta-feira (30/12). De acordo com o presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, Márcio Lacerda, prefeito de Belo Horizonte, cerca de 60% de 5.561 municípios do Brasil não conseguiriam fechar suas contas no azul, caso essa parcela das multas da repatriação não fosse repassada a tempo de encerrar o ano de 2016.

Salário mínimo sobe para R$ 937 a partir de janeiro

Quinta / 29 Dez 2016 / 19h02
Foto: Marcos Santos | USP Imagens

O presidente Michel Temer assinou decreto nesta quinta-feira (29/12) que reajusta de R$ 880 para R$ 937 o salário mínimo, sem ganho real, apenas com a reposição da inflação (o INPC). Na proposta orçamentaria de 2017, a previsão para o piso nacional era de R$ 945, mas o valor ficou abaixo por conta de a inflação apurada ter sido menor do que o previsto. O governo aplicou ainda um redutor de R$ 2,29, "resultante da diferença entre o valor observado para o INPC em 2015 e estimativa aplicada para o cálculo do reajuste do salário mínimo de 2016", segundo o Ministério do Planejamento. Desde o governo Lula, a regra para reajuste do salário mínimo é a mesma: o piso é corrigido pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. A regra de correção é válida até 2019. Em 2015, houve retração na economia de 3,8%. Nesse caso, o efeito é zero e, por isso, se corrige só a inflação.

Preço da gasolina pode subir para até R$4

Terça / 06 Dez 2016 / 07h11
Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia

Os preços do diesel e da gasolina deverá ficar cerca de 4% mais caros a partir desta semana. Na noite dessa segunda-feira (05/12), a Petrobras anunciou o aumento de preço dos dois combustíveis nas refinarias. O diesel subirá 9,5% e a gasolina 8,1%. Segundo a Petrobras, os aumentos passam a valer a partir desta terça, 6, e estão de acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras em outubro. O impacto nas bombas deverá ser de 5,5% para o diesel, ou mais R$ 0,17 por litro, e de 3,4% para a gasolina, mais R$ 0,12 por litro. “As principais variáveis que explicam a decisão do Grupo Executivo [de Mercado e Preços] são o aumento observado nos preços do petróleo e derivados e desvalorização da taxa de câmbio no período recente. Por outro lado, a participação da Petrobras no mercado interno de diesel registrou pequenos sinais de recuperação”, informou a companhia através de nota.